sexta-feira, 23 de maio de 2014

Fonte: Jornal O Liberal

IBOPE: DILMA SOBE DE 37% PARA 40%

Fonte: Jornal Diário do Pará

ENEM ENCERRA INSCRIÇÃO À MEIA-NOITE

Fonte: Jornal Diário do Pará

MARCO CIVIL DA INTERNET

Fonte: Jornal Diário do Pará

REFORMA DE GALPÃO ESTÁ SOB SUSPEITA

Fonte: Jornal Diário do Pará

JATENE USA MÁQUINA PARA FAZER CAMPANHA

Fonte: Jornal Diário do Pará

quinta-feira, 22 de maio de 2014

DILMA DIZ QUE PROGRAMA MINHA CASA, MINHA VIDA NÃO PODE SER INTERROMPIDO

A presidenta Dilma Rousseff defendeu hoje (21) os subsídios oferecidos pelo governo para o financiamento de moradias populares pelo Minha Casa, Minha Vida, confirmou o lançamento da terceira etapa do programa e disse que o projeto “não pode ser interrompido ou amesquinhado” com a redução de benefícios.
“Esse é o programa em que o governo federal gasta os maiores valores de subsídios. Todos aqueles que pretendem fazer arranjos ou tomar decisões impopulares, vocês podem ter certeza de que uma delas será cortar uma parte dos subsídios do Minha Casa, Minha Vida. Eu tenho compromisso com o subsídio e tenho certeza que foi isso que permitiu que esse programa rode tão bem”, disse Dilma em discurso na abertura do Encontro Nacional da Indústria da Construção, em Goiânia.
O Minha Casa, Minha Vida financia moradias para famílias com renda até R$ 5 mil por mês. As condições de financiamento variam de acordo com a renda familiar. Para famílias com renda mensal de até R$ 1.600, a prestação é 5% da renda. Para famílias que ganham até R$ 3.275, o programa dá um subsídio que pode chegar a R$ 25 mil. Para as famílias com ganhos mensais entre R$ 3.275 e R$ 5 mil, o benefício é uma taxa de juros mais baixa que a dos financiamentos imobiliários tradicionais.
Segundo Dilma, o Minha Casa, Minha Vida 3 será lançado no próximo dia 29. O anúncio da terceira etapa antes da conclusão da fase atual, que tem metas até o fim de 2014, é importante para o planejamento do setor da construção. “É fundamental para que os empresários tenham base de cálculo econômico para saber o que é possível investir nesse horizonte que se estende pelos próximos quatro anos”, ponderou.
Ainda durante o discurso para os empresários da construção civil, a presidenta voltou a defender a política econômica do governo e a afirmar que a inflação está sob controle. Ela criticou o que chamou de pessimismo de alguns setores e disse que não se pode ter uma visão do “copo meio vazio” em relação à economia brasileira.
“Na teoria do copo meio cheio ou meio vazio, é muito importante que não prevaleça a visão do copo meio vazio. É importante que se veja todas conquistas desse país porque elas serão a base da próxima retomada, do próximo crescimento”, avaliou. “O único problema que enfrentamos é não deixar que certas profecias se tornem autorrealizáveis, não é possível nos impregnar de pessimismo”, acrescentou.

Fonte: Agência Brasil
 O deputado Airton Faleiro propõe Projeto de Lei para criação da Certidão Negativa de Débito Ambiental (CNDA).

Veja na íntegra.






DEPUTADO HOSTILIZA XUXA DURANTE SESSÃO


                                                                    Fonte:O Liberal


PTB SELA APOIO E DILMA LEMBRA VARGAS

Fonte: Diário do Pará

NOTÍCIAS DO GRITO DA TERRA BRASIL NA IMPRENSA PARAENSE


Fonte: Diário do Pará



quarta-feira, 21 de maio de 2014

GRITO DA TERRA

FETAGRI ROMPE NEGOCIAÇÕES COM O GOVERNO DO ESTADO

Integrantes do Movimento Nacional “Grito da Terra”, este ano denominado no Pará de Marcha das Margaridas e Juventude Rural Paraense, estiveram há dois dias em mesas de negociações com o Governo do Estado. Hoje, a Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura do Estado do Pará - Fetagri rompeu as negociações diante das falhas de respostas satisfatórias a sua pauta de reivindicação.
A gota d’agua se deu no momento em que o presidente da Fetagri, Francisco de Assis Soledade,  cobrou a criação de um Programa Estadual para garantir a trafegabilidade rural. Momento esse, que o representante do Estado disse desconhecer a pauta.
Diassis Soledade, se indignou. “A pauta foi entregue há um mês. Se o Governo não estudou a nossa pauta é sinal de desinteresse e desrespeito com a nossa categoria. Em forma de protesto, convido a nos retirarmos da mesa de negociação.“ disse Diassis.

O GOVERNO FEDERAL RESPONDE POSITIVAMENTE COM 100 MILHÕES PARA ATENDER A PAUTA DO GRITO DA TERRA BRASIL NO PARÁ

O movimento teve suas conquistas, como os recursos que foram anunciados pelo INCRA, distribuidos da seguinte forma: 

- PPCAD – Programa de Prevenção, Combate e Alternativas ao Desmatamento – Para esse programa, foi destinado um recurso de 90 milhões para ser distribuído em demarcação das propriedades, abertura de estradas, Água Para Todos, Cadastro Ambiental Rural – CAR nos assentamentos.

- INFRAESTRUTURAS –  Ficou entendido que será destinado cerca de 50 milhões para as obras de infraestrutura, em especial para abertura e recuperação de vicinais nas três Superintendências Regionais do INCRA no Estado do Pará.  

- ASSENTAMENTOS VERDES – Através do termo firmado entre o Incra e o Ministério Público Federal, o plano de ação a ser executado terá um recurso de 30 milhões para assentamento de famílias.

- PRONERA/PRONATEC – O Programa vai disponibilizar 12 cursos em 2014, com recurso já destinado de 4,5 milhões de reais em parceria com as Universidades Federais. No entanto, o Incra informou que esse investimento pode até triplicar dependendo da capacidade de elaboração de projetos pelas associações de assentados.  

Além desses, os manifestantes tiveram a boa notícia em relação ao Programa LUZ PARA TODOS - Em reunião com a Eletronorte e Celpa, foi anunciado o repasse de 130 milhões pelo Tesouro Nacional para a retomada do Programa em todo o Estado do Pará. A execução das obras terão início no mês de setembro deste ano, já que a chegada dos materiais como poste, fios e transformados levam em torno de três meses para as empresas fornecedoras efetuarem a entrega.


E no Programa MINHA CASA MINHA VIDA (Programa Nacional de Habitação Rural – PNHR) –o Governo Federal, anunciou que a CEF – Caixa Econômica Federal vai receber novos projetos até final do mês de junho de 2014, das áreas de assentamento, Quilombolas e Agricultores dos Territórios da Cidadania. O banco do Brasil continua recebendo os projetos para serem pagos ainda este ano.

PARÁ VAI RECEBER 442 MILHÕES EM INVESTIMENTOS PARA CONSTRUÇÃO E REFORMA DE AEROPORTOS



O deputado Airton Faleiro se manifestou na manhã de hoje, em sessão ordinária na Assembleia Legislativa do Pará - ALEPA, sobre o anuncio da presidente Dilma em relação aos recursos que o Pará receberá para a construção e reforma de aeroportos do Pará.
"Serão 442 milhões só para o Pará contemplando 24 municípios, entre eles um aeroporto novo na região do Marajó. Com este anuncio 95% dos brasileiros estarão a menos de 100 km de distancia  de um aeroporto.", disse Faleiro.






Veja os municípios paraenses que serão contemplados.



GRITO DA TERRA DESCENTRALIZA MANIFESTAÇÕES E SE ESPALHA POR TODO O PAÍS

Fonte: O Liberal

AGRICULTURA FAMILIAR

Fonte: O Liberal

INCENTIVO À AVIAÇÃO REGIONAL

Fonte: Diário do Pará

GRITO DA TERRA

Fonte: Diário do Pará



terça-feira, 20 de maio de 2014

GRITO DA TERRA BRASIL: Marcha das Margaridas e Juventude Rural






          
            Hoje foi um dia de intensa mobilização de agricultores no Estado do Pará. Milhares de trabalhadores e trabalhadoras rurais, ligados a Federação dos Trabalhadores na Agricultora – FETAGRI/Pa, realizam o Grito da Terra Brasil, este ano no Pará, denominado de: “Marcha das Margaridas e Juventude Rural”. Esse movimento de massa acontece a 20 anos no Pará e no Brasil, onde os agricultores apresentam sua pauta de reivindicação aos governos federal, estadual e municipal. O Grito cobra a execução das políticas públicas, assim como sugere soluções aos problemas enfrentados no dia a dia pelos homens e mulheres do campo.
Esse ano a mobilização em todo o Brasil acontece de 19 a 23 de maio. Dentro de agenda, desde ontem em Belém, os integrantes do movimento dialogam com o governo do Pará sobre a pauta de reivindicação.
As mobilizações estão acontecendo em Belém, Santarém, Altamira, Itaituba e Oriximiná.
O deputado Airton Faleiro, que já foi presidente da FETAGRI, participou hoje em Santarém do movimento, onde centenas de agricultores trancaram a BR 163, na comunidade do Tabocal, a 23 km de Santarém. Nessa ação estiveram presentes lideranças dos Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais do Baixo Amazonas, abrangendo os municípios de Santarém, Belterra, Mojuí dos Campos, Óbidos, Monte Alegre, Alenquer e Prainha.
Na pauta de reivindicação está à cobrança na agilidade na execução dos programas do governo federal como: Luz para Todos, Programa Nacional de Habitação Rural, Regularização Fundiária entre outros, além de Educação, Saúde, Combate a Violência no Campo, Recuperação de estradas, Assistência Técnica etc., que são políticas de responsabilidade do governo do estado, mas que estão decadentes ou não estão sendo executadas.
Em Oriximiná o ato foi em frente à prefeitura do município, em Itaituba os agricultores ocuparam o escritório da Celpa, em Altamira houve um ato público e em seguida uma caminhada e culminou com a ocupação da sede do INCRA. Em Belém, os agricultores ocuparam a sede do governo do Estado (Casa Civil), onde as negociações estão em andamento. Os agricultores armaram as barracas e avisam que só sairão do Palácio do Governo, quando encerrarem as negociações e a pauta for atendida.
Amanhã o deputado Airton Faleiro estará em Belém para participar das negociações entre o Governo do Estado e as lideranças da Marcha das Margaridas e Juventude Rural.

segunda-feira, 19 de maio de 2014

Reunião de negociação no Centro Integrado de Governo - CIG com o representante do Governo do Estado o sub-chefe da Casa Civil Sergio de Assis e a FETAGRI. Na pauta o projeto de lei propondo a Criação do Programa Estadual de Apoio a Trafegabilidade Rural.






DILMA LANÇA HOJE PLANO SAFRA

Fonte: Diário do Pará

PASSAGEM A R$2,40 NAS ROLETAS A PARTIR DE HOJE

Fonte: Jornal Diário do Pará